Água Mineral Rio Largo AL

Buscando por Água Mineral em Rio Largo? Encontre aqui endereços e telefones de profissionais especializados em Rio Largo que podem te ajudar a encontrar Água Mineral em sua cidade. Aproveite para conseguir dicas e mais informações sobre Água Mineral com nossos artigos educativos.

Disk Água
(82) 3223-2123
Rua São José 271
Maceió, Alagoas
 
Santa Laura Água Potável
(82) 3231-1299
Avenida Álvaro Otacílio, 3567 s 6
Maceió, Alagoas
 
Casinha do Pão e Conveniência
(82) 3338-3236
Avenida Ariosvaldo Pereira Cintra 159 A
Maceió, Alagoas
 
Água Mineral Pit Stop
(82) 3358-9104
Rua Manoel Menezes 316
Maceió, Alagoas
 
Manancial
(82) 3377-3300
Avenida Brigadeiro Eduardo Gomes 1517 s 4
Maceió, Alagoas
 
S Costa Albuquerque Transportes e Logística
(82) 3325-4471
Rua Ricardo Cardoso de Morais, 200
Maceió, Alagoas
 
P.h. Água Potável
(82) 9967-8295
Lotm Santa Lúcia, 27 qd 133
Maceió, Alagoas
 
Serv Bem
(82) 3357-5163
Avenida Pretestato Ferreira Machado 1143
Maceió, Alagoas
 
Grangelo Comercial
(82) 3355-1219
Rodovia AL-101 Norte 9001
Maceió, Alagoas
 
Água Viva Transporte
(82) 3377-1587
Rua Professora Noêmia Gama Ramalho 123 A
Maceió, Alagoas
 

Água Mineral

Quem não deseja, ao longo de um dia quente de verão, tomar um copo refrescante de água mineral? Mas, o que é água mineral? Água mineral é aquela proveniente de fontes naturais ou artificiais, e que possuem composições químicas e físicas diferentes das águas comuns. Os diversos tipos de águas minerais são classificados segundo a composição química, origem da fonte, temperatura e gases presentes. Estes aspectos determinam a forma de uso: consumo como bebida, apenas para banhos e se são terapêuticas ou não. Deu vontade de tomar um copo de água? Então, confira abaixo dicas e sugestões de compras de Água Mineral.

Guia de Compras de Água Mineral

Como são classificadas as águas minerais naturais?
Segundo o Código de Águas do Brasil (decreto-lei 7.841, de 8/08/45), em seu artigo 1°, as águas minerais naturais são classificadas segundo suas características permanentes e segundo as características inerentes às fontes:
Características permanentes: quanto à composição química, as águas minerais naturais são assim classificadas:
Oligominerais: aquelas que contêm diversos tipos de sais, todos em baixa concentração;
Radíferas: quando contêm substâncias radioativas dissolvidas, que lhes atribuam radioatividade permanente;
Alcalina-bicarbonatadas: as que contêm, por litro, uma quantidade de compostos alcalinos equivalentes a, no mínimo, 0,200g de bicarbonato de sódio.
Alcalino-terrosas: as que contêm, por litro, uma quantidade de alcalinos terrosos equivalentes a, no mínimo, 0,120g de carbonato de cálcio, distinguindo-se:
Alcalino-terrosas cálcicas: as que contêm, por litro, no mínimo, 0,048g de cátion Ca, sob a forma de bicarbonato de cálcio.
Alcalino-terrosas magnesianas: as que contêm, por litro, no mínimo, 0,030g de cátion Mg, sob a forma de bicarbonato de magnésio.
Sulfatadas: as que contêm, por litro, no mínimo, 0,100g do ânion SO4, combinado aos cátion Na, K e Mg.
Sulfurosas: as que contêm, no mínimo, 0,001g do ânion S.
Nitratadas: as que contêm, por litro, no mínimo, 0,100g de ânion NO3 de origem mineral.
Cloretadas: as que contêm, por litro, no mínimo, 0,500g de NaCl.
Ferruginosas: as que contêm, por litro, no mínimo. 0,005g de cátion Fe.
Radioativas: as que contêm radônio em dissolução, obedecendo aos seguintes limites:
Fracamente Radioativas: as que apresentam, no mínimo, um teor em radônio compreendido entre 5 e 10 unidades Mache, por litro, a 20°C e 760mm de Hg de pressão;
Radioativas: as que apresentam um teor em radônio compreendido entre 10 e 50 unidades Mache por litro, a 20° C e 760mm de Hg de pressão;
Fortemente Radioativas: as que possuírem um teor em radônio superior a 50 unidades Mache, por litro, a 20°C e 760mm de Hg de pressão.
Toriativas: as que possuem, por litro, no mínimo, um teor em torônio em dissolução equivalente, em unidades eletrostáticas, a 2 unidades Mache.
Carbogasosas: as que contêm, por litro, 200ml de gás carbônico livre dissolvido, a 20°C e 760mm de Hg de pressão.
Como podem ser classificadas as águas naturais, de acordo com as fontes?
As fontes de água mineral são classificadas segundo os gases presentes e segundo a temperatura:
Quanto aos gases
Fontes radioativas
Fracamente Radioativas: as que apresentam, no mínimo, uma vazão gasosa de 1 litro por minuto com um teor em radônio compreendido entre 5 e 10 unidades Mache, por litro de gás espontâneo, a 20°C e 760mm de Hg de pressão;
Radioativas: as que apresentam, no mínimo, uma vazão gasosa de 1 litro por minuto, com um teor compreendido entre 10 e 50 unidades Mache, por litro de gás espontâneo, a 20°C e 760mm de Hg de pressão;
Fortemente Radioativas: as que apresentam, no mínimo, uma vazão gasosa de 1 litro por minuto, com teor em radônio superior a 50 unidades Mache, por litro de gás espontâneo, a 20°C e 760mm de Hg de pressão.
Fontes Toriativas: as que apresentam, no mínimo, uma vazão gasosa de 1 litro por minuto, com um teor em torônio, na fonte, equivalente, em unidades eletrostáticas, a 2 unidades Mache por litro.
Fontes Sulfurosas: as que possuírem, na fonte, desprendimento definido de gás sulfídrico.
Quanto à temperatura
Fontes frias: quando sua temperatura for inferior a 25°C;
Fontes hipotermais: quando sua temperatura estiver compreendida entre 25 e 33°C;
Fontes mesotermais: quando sua temperatura estiver compreendida entre 33 e 36°C;
Fontes isotermais: quando sua temperatura estiver compreendida entre 36 e 38°C.
As águas minerais sulfurosas podem auxiliar em tratamentos para a saúde?
Sim, e muito. A água mineral sulfurosa é indicada principalmente para o tratamento de alergias, colites alérgicas, distúrbios de nutrição e do metabolismo, linfatismo, eczemas e todos os tipos de dermatoses. Também são recomendados tratamentos com este tipo de água para as doenças a seguir:
Doenças reumáticas juvenil e de adulto
Espondilite Anquilosante
Esclerose Sistêmica Progressiva
Osteoartroses e Espendiloartroses
Febre Reumática não ativa
Síndrome Microcristalinas (Gota e PseudoGota)
Artropatias Infecciosas e Parainfecciosas em fase não aguda
Esofagites
Gastrites
Úlceras
Duodenites
Bronquites Catarrais
Asma Brônquica
Bronquiectasias
Laringotraqueites
Faringites
Adenoidites
Rinites catarrais e hipertróficas
Azena
Eczema crônico
Processos urticariformes
Ezemátides circunscritos
Liquen plano e hipertrófico
Eczema seborréico
Úlceras varicosas
Psoríases
Moléstias do Sistema Nervoso Central e Periférico
Moléstias do Sistema Cardiovascular
Afecções genitais e urinárias (altas e baixas)
Doenças metabólicas e nutricionais.
Quais são os benefícios do magnésio presente na água mineral?
O magnésio é um importante elemento para a excitabilidade neuromuscular e contração muscular, como também para reações enzimáticas no sistema metabólico do corpo humano. Está demonstrado que a ingestão média de magnésio é frequentemente abaixo da concentração diária recomendada, devido a uma dieta desequilibrada e pobre.
A água mineral é mais saudável que a água da torneira? Por que?
De certa forma, sim. Isso se dá em razão, principalmente, dos processos usados nas fábricas de tratamento de água para sua desinfecção, que incluem a adição de desinfetantes, tais como o cloro para desativar ou eliminar microorganismos. Isos faz com que a água da torneira tenha um sabor não tão agradável e puro como o da água mineral. Além disso, o conteúdo mineral é maior na água mineral do que na água de torneira, sendo mais benéfico para a saúde humana.
Qual é a diferença entre a água mineral e a água purificada?
A água mineral natural deve surgir de uma fonte natural e submeter-se a um pequeno tratamento, para que não altere a sua composição química, que é determinada pela composição do solo e padrão subterrâneo. Dependendo destes fatores, a qualidade da água mineral natural é determinada pela sua origem. Já a água purificada requer muitos processos de tratamento (como remoção ou adição de sais, por exemplo) e também deve possuir um balanço ótimo requerido para o organismo humano. (Fonte: Swissta).