Azeite Brasília, DF

Buscando por Azeite em Brasília? Encontre aqui endereços e telefones de profissionais especializados em Brasília que podem te ajudar a encontrar Azeite em sua cidade. Aproveite para conseguir dicas e mais informações sobre Azeite com nossos artigos educativos.

Agricarne
(61) 3248-4817
SHIS QI 13 BL H lj 10/15
Brasília, DF
 
Supermercado São Jorge
(61) 3328-8617
CLN 303 BL B lj 60
Brasília, DF
 
Mc Jesus Comercial de Alimentos
(61) 3377-1448
Setor Chácara P Sul CH 109 EN A lt 4
Brasília, DF
 
Natanael Ribeiro de Souza
(61) 3394-0614
QR 417 lt 13 cj E
Brasília, DF
 
Comercial de Alimentos Caíque
(61) 3374-7211
EQNO 5/7 BL A lt 2
Brasília, DF
 
Carrefour
(61) 3403-1000
SOFN Q 1 ae 1
Brasília, DF
 
Supermercado Espírito Santo
(61) 3389-7530
Q 6 lt 47 cj 6A
Brasília, DF
 
Supermercado Quaira
(61) 3358-4003
QS 610 lt 1 cj A
Brasília, DF
 
Pão de Açúcar
(61) 3341-2900
CCSW 6 L 4
Brasília, DF
 
Comercial Souza Alves
(61) 3335-5364
Q 103 lt 18 cj 01
Brasília, DF
 

Azeite

Além de ser bastante benéfico para a nossa saúde, o azeite confere um sabor e aroma peculiar aos alimentos. Produzido a partir das azeitonas, fruto advindo das oliveiras, trata-se de um alimento antigo, presente em grande parte das cozinhas contemporâneas. A região mediterrânea, atualmente, é responsável por quase a totalidade da produção mundial de azeite, favorecida pelas suas condições climáticas, propícias ao cultivo das oliveiras, com bastante sol e clima seco.
Para você, que aprecia o azeite, confira abaixo dicas e sugestões de compras deste produto tão delicioso.



Sugestão de Pesquisa de Preços de Azeite por Marca
Andorinha
Carbonell
Gallo
Outras marcas





Tabela de conteúdo
1 Um pouco sobre a História do Azeite
2 Guia de Compras de Azeite
2.1 Como é feita a produção do azeite?
2.2 Como podem ser classificados os azeites?
2.3 Qual é a diferença entre o azeite de oliva e o azeite de oliva extra-virgem?
2.4 A cor do azeite determina a sua qualidade?
2.5 Quais são os benefícios do azeite para a nossa saúde?
2.6 O que devo saber na hora de comprar um azeite?
3 Produtos Relacionados

Um pouco sobre a História do Azeite
A origem da Oliveira, planta que produz a azeitona, remonta à Era Terciária, anterior ao aparecimento do Homem, e deduz-se que se situa entre a Síria e a Palestina. Por volta de 3000 a.C., a oliveira já seria cultivada por todo o Crescente Fértil, região do Oriente Médio. Essa produção era de grande importância para os povos da época, pois o azeite era muitas vezes usado como um protetor do frio e para o enfrentamento de batalhas, ocasiões nas quais as pessoas se untavam com o óleo extraído da planta. A propagação da cultura do azeite pelas demais regiões do Mediterrâneo deve ter ocorrido através dos fenícios e dos gregos. Assim, já na Grécia antiga se cultivava oliveiras e vinha.
Outro fator curioso sobre o azeite é que, desde o século VII a.C., o óleo de oliva começou a ser investigado pelos filósofos, médicos e historiadores da época, em razão das suas características benéficas para a saúde humana. Assim, os gregos e romanos descobriram diversas aplicações do azeite, com suas múltiplas utilizações na culinária, como medicamento, unguento, perfume, combustível para a iluminação, lubrificante e impermeabilizante. A importância da oliveira era tão grande que, em muitas crenças, ela era considerada um símbolo de sabedoria, paz, abundância e glória para os povos.
Atualmente, o azeite continua sendo bastante utilizado pelo ser humano, com ênfase principalmente na culinária. Para saber mais sobre este produto, vamos ao Guia de Compras. Confira!
Guia de Compras de Azeite
Como é feita a produção do azeite?
A produção do azeite é realmente surpreendente: para produzir 250 ml deste produto, são necessárias de 1.300 a 2.000 azeitonas. O azeite da oliveira deve ser produzido somente a partir de azeitonas e não podem ser denominados de óleos extraídos por solventes ou re-esterificação e nem serem misturados com outros tipos de óleo. Voltando para a produção do azeite, existem os seguintes passos (em ordem de produção):
Colheita dos frutos: a colheita das azeitonas pode ser feita de forma manual (coletando-se uma por uma, ou por um sistema denominado vareo, no qual se golpeia a árvore para as azeitonas caírem em lonas) ou por meios mecânicos, através de equipamentos especializados.
Transporte ao moinho: as azeitonas, depois de colhidas, são transportadas até o moinho, para que seja realizada a sua moagem.
Lavagem: nesta etapa, os frutos são selecionados por qualidade e lavados em água corrente para que sejam submetidos à moagem.
Moagem: na moagem ocorre a trituração dos frutos (sem a retirada dos caroços), até formar uma massa oleosa.
Extração do azeite: há diversas maneiras para se fazer a extração do azeite. Os métodos de extração mais modernos utilizam a centrifugação enquanto o mais antigo a pressão. Na centrifugação, a massa oleosa de azeitonas é diluída adicionando 1 litro de água para cada quilo de massa. Posteriormente, essa massa é transferida para uma centrifugadora horizontal, onde a parte sólida é separada da mistura oleosa. A massa liquida oleosa é encaminhada para uma centrifugadora vertical, na qual é feita a separação do azeite de oliva da água.
Armazenamento: até serem comercializados, o azeite permanece no local de armazenamento. Os recipientes de armazenamento devem ter características isolantes e não podem transferir odores estranhos ao produto.
Comercialização: por fim, o azeite passa a ser comercializado em supermercados, lojas e exportado para outros países.
Como podem ser classificados os azeites?
Os azeites podem ser classificados da seguinte maneira:
Azeite de oliveira virgem, obtido por processos mecânicos. Dependendo da acidez do produto obtido, este azeite pode ser classificado como sendo do tipo extra virgem ou comum. O azeite virgem apresenta acidez máxima de 2%.
Azeite de oliva refinado, produzido pela refinação do azeite virgem, que apresenta alta acidez e incidência de defeitos a serem eliminados na refinação. Pode ser misturado com o azeite virgem.
Azeite extra-virgem. O azeite não pode passar de 0,8% de acidez (em ácido oléico) e nem apresentar defeitos. O órgão que os regulamenta e define quais defeitos são catalogados é o Conselho Oleícola Internacional.
Azeite de oliva comum é obtido da mistura do azeite lampante, inadequado ao consumo, reciclado por meio de processos físico-químicos e sua mistura com azeite virgem e extra-virgem. O azeite de oliva comum não possui regulamentação.
(Fonte: Wikipedia)
Qual é a diferença entre o azeite de oliva e o azeite de oliva extra-virgem?
O azeite de oliva comum é o suco natural da azeitona. Quando o azeite possui excelentes propriedades de qualidade e acidez inferior a 0,8º, é denominado azeite de oliva extra-virgem. Por outro lado, quando a sua qualidade não atinge esses parâmetros, ele é submetido a um processo de refino e é misturado, posteriormente, com o azeite do tipo extra-virgem, formando o que chamados de azeite de oliva.
A cor do azeite determina a sua qualidade?
Não. A cor não influencia em nada, nem no sabor, nem na qualidade do produto.
Quais são os benefícios do azeite para a nossa saúde?
O azeite ajuda a reduzir a quantidade de LDL (colesterol ruim) do organismo, em decorrência da sua grande quantidade de gordura mono-insaturada. Isso reduz o risco de infartos ou de AVC, uma vez que o consumo regular deste óleo reduz a formação de placas de ateroma nas paredes dos vasos sanguíneos. Outra vantagem no uso do azeite de oliva é que ele auxilia a prevenir oxidações biológicas, pois é rico em polifenóis, que reduzem a formação de radicais livres, muito nocivos à saúde, pois são responsáveis pelo envelhecimento e doenças degenerativas, como o câncer.
O que devo saber na hora de comprar um azeite?
Ao comprar um azeite, verifique a sua acidez e a data de validade. Escolha aquele que mais atende às suas necessidades:
Se for para usar em molhos e saladas, prefira o azeite virgem fino ou extra-virgem;
Se for para usar em frituras de imersão, prefira o azeite semifino ou o refinado;
Por fim, se for para utilizar em frituras, assados e marinados, dê preferência ao azeite do tipo puro.
Ao estocar o produto em casa, evite deixá-lo sob incidência dos raios solares e em locais muito quentes.
Produtos Relacionados
Açúcar
Adoçante
Biscoito Doce
Biscoito Salgado
Chá Pronto
Condimentos/Temperos/Especiarias
Creme de Leite
Enlatados/Conservas
Erva para Chimarrão
Farináceos/Cereais/Grãos
Leite Condensado
Leite de Coco
Massas
Molho/Derivados de Tomate
Óleo
Sopas/Cremes
Azeite
Categoria: Guia de Compras | Mercearia